Honraria é concedida àqueles que se destacam pela contribuição dada ao desenvolvimento econômico, social e comunitário do município

Em sessão solene, dirigida pelo presidente do Poder Legislativo, vereador Marildo Kronbauer, na noite desta terça-feira, 17, na Casa do Produtor do Parque de Exposições Wanderley Agostinho Burmann, foram outorgados seis títulos de cidadania pelo Poder Executivo e Câmara de Vereadores. A honraria é concedida àqueles que se destacam pela contribuição dada ao desenvolvimento econômico, social e comunitário de Ijuí. Neste ano receberam o título a professora aposentada Maria de Almeida Arbo, o juiz de direito Nasser Haten e o empresário Volnei Soares Acosta pelo Poder Legislativo. Já pelo Poder Legislativo os agraciados são: a dona de casa Sirlei Teresinha dos Santos, o professor José Renato Lucchese Moraes e o psicólogo Nilson Heidemann, pelo Executivo.

Os homenageados, pessoas que escolheram Ijuí para morar e trabalhar,  agradeceram ao Poder Executivo de Ijuí e ao Legislativo para indicação e aprovação, unanime de seus nomes. Além do Título de Cidadania, todos receberam uma réplica artesanal do Monumento ao Imigrante. As mulheres também receberam flores do Gabinete da Primeira-Dama Jussara Heck.

Emocionado o psicólogo Nilson Heidemann, primeiro a se pronunciar, destacou a importância do momento especialmente porque a homenagem dá visibilidade à Psicologia, que segundo ele, é uma profissão “invisível”, cujo exercício se dá no “silêncio”. Aproveitou para ressaltar a qualidade do atendimento e a alta capacitação da equipe que atua na Assistência Psicossocial em Ijuí. “Ijuí é uma cidade que investe no humano”, afirmou. Da mesma forma,  José Renato Lucchese de Moraes expressou sua felicidade pela honraria. “Estou muito contentem mesmo e queria dividir esse título (com familiares: esposa, filhos, noras e neto)”, disse e lembrou que há mais ou menos 28 anos, o seu pai – presente na solenidade – havia recebido a mesma distinção.

Para Sirlei Teresinha dos Santos, agradeceu pelo título de cidadania e disse que foi Ijuí que lhe acolheu num dos momentos mais difíceis. “Agradeço pelas oportunidades e pelo Título”, pontuou. E, Volnei Acosta também disse da dificuldade de falar acerca de si mesmo. “Eu adotei essa cidade e, hoje, ela me adota”, disse ao destacar sua trajetória. Nasser Haten também se pronunciou: “Ijuí faz parte da minha história”, disse logo de início para depois acrescentar que seu sentimento em relação ao município é de “pertencimento”.

Por fim, Maria de Almeida Arbo fez seus agradecimentos. Lembrou da sua trajetória em Ijuí, enquanto professora e, também, dos projetos sociais que desenvolve. “Quando me fizeram o convite fiquei muito feliz porque o trabalho social é importante para as pessoas que precisam. Às vezes é só dedicar um tempo, escutar”, afirmou e ofereceu a homenagem ao marido Walter Arbo recentemente falecido.

Ao se dirigir ao público presente, o prefeito de Ijuí Valdir Heck, que, acompanhado da primeira-dama Jussara Maria Bonamigo Heck, compunha a mesa de honra, juntamente com o presidente da ExpoIjuí, Nilo Leal da Silva, e o representante da União das Etnias (Ueti), Jonas Sala, falou sobre o processo de indicação dos homenageados, cujos nomes tiveram a unanimidade do Parlamento – todos os nomes indicados são votados em sessão ordinária da Câmara – e acolhimento de pessoas consultadas. “Eu ouvi várias pessoas sobre os indicados do Poder Executivo. Todos muito bem aceitos e aprovados por todos os vereadores, o que demonstra o reconhecimento do trabalho de cada um deles na nossa comunidade”, reiterou o prefeito.

A sessão foi marcada, ainda, pela  apresentação, dentro do espaço cultural, do Grupo de Canto Bel Vívere, do Centro Cultural Regional Italiano de Ijuí.

Fonte: Prefeitura Municipal de Ijuí